"Quando os pés tem fome de liberdade, deixa voar..."

Páginas

ALÉM DA ETERNIDADE

on quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

"(...) Abri eufórica e contemplei um quadro enorme. Lindo!!! Ele pintara a minha foto. A mesma que ele pegara no consultório do meu tio. Sou suspeita pra falar, mas aquele era o melhor quadro do Gui. Certamente ele encontrou material muito melhor do que encontrava em Rio Claro e, a riqueza de detalhes era inexplicável.
– É perfeito – disse eu com um sorriso de orelha a orelha. – Puxa, Gui, obrigada.
– Sabia que ia gostar – disse ele vaidoso.
'Bom mesmo é você ter voltado.' Tive vontade de dizer, mas não disse.
Algumas coisas não precisam ser ditas."


"(...) Eu havia vivido desde sempre como um bichinho do mato, acuado. De que adiantava sonhar tanto se eu tinha medo de realizá-los? Chegava a ser estúpido! Papai me ensinara uma grande lição aquela noite. As lendas foram criadas para fazer as crianças acreditarem em fantasia e trazê-las para a realidade. Quando a gente cresce, pára de acreditar em contos de fadas, e a vida torna-se tão chata... Felizmente eu ainda não havia crescido o suficiente e, ainda que um pedaço do meu coração tivesse sido arrancado, eu ainda sustentava em mim a certeza de que tudo era possível. Até voar! Bastava querer!"


Além da Eternidade
'meu primeiro livro'
Gabii Assis

1 comentários:

Noe* disse...

De fato tudo é possível!!!
Amei ^^
Beijocas =**

Postar um comentário

Obrigada pela visita.♥´¯`*•.¸¸ઇ‍ઉ
ღ¸.•*•.¸... volte sempre!