"Quando os pés tem fome de liberdade, deixa voar..."

Páginas

Não sou alegre nem triste: sou poeta...

on sábado, 29 de maio de 2010


Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem triste:
sou poeta.
(...)Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno e asa ritmada.
E sei que um dia estarei mudo:
- mais nada!
(Cecília Meireles)

1 comentários:

Lilian disse...

Adoro Cecília Meireles.
To seguindo.
=*

Postar um comentário

Obrigada pela visita.♥´¯`*•.¸¸ઇ‍ઉ
ღ¸.•*•.¸... volte sempre!