"Quando os pés tem fome de liberdade, deixa voar..."

Páginas

on sexta-feira, 11 de março de 2011



“Eu sou sim a pessoa que some, que surta, que vai embora, que aparece do nada, que fica porque quer, que odeia a falta de oxigênio das obrigações, que encurta uma conversa besta, que estende um bom drama, que diz o que ninguém espera e salva uma noite, que estraga uma semana só pelo prazer de ser má e tirar as correntes da cobrança do meu peito. Que acha todo mundo meio feio, meio bobo, meio burro, meio perdido, meio sem alma, meio de plástico, meia bomba. E espera impaciente ser salva por uma metade meio interessante que me tire finalmente essa sensação de perna manca quando ando sozinha por aí, maldizendo a tudo e a todos. Eu só queria ser legal, ser boa, ser leve.
Mas dá realmente pra ser assim?’

5 comentários:

Victoria Lopez disse...

Adoro a forma que voce coloca as palavras,me identifico muito,acho todo mundo tem vontade de surta,de sumir...Faz parte.Texto mara...beijooos

A menina dona do diário disse...

Primeiramente, muito obrigada pela sua visita, fiquei feliz em recebê-la no nosso cantinho, volte sempre. Também adorei o seu blog, por isso estou seguindo.
Me segue em: http://daniellymeloescritos.blogspot.com/


Beijos e até mais.

Long Haired Lady disse...

as vezes é bom surtar!

PauloSilva disse...

Não tem que agradecer, o carinho não pede para ser reencaminhado de volta mas agradeço a simpatia :)

O bom é ser original, autêntico. Nós mesmos :)
Bonito texto. Me identifico, linda.

Beijinho enorme *

Letras Tortas disse...

essa tati b. sabe oq diz...
seguindo seu blog!

Postar um comentário

Obrigada pela visita.♥´¯`*•.¸¸ઇ‍ઉ
ღ¸.•*•.¸... volte sempre!